Logo  
dezembro 2022
 

Tentativas de fraude online a estar alerta em 2023

À medida que a importância da tecnologia cresce, de ano para ano, também o interesse dos cibercriminosos aumenta para aceder ao maior número de informações e dados tanto pessoais, como corporativos. Desta forma, atualmente, é mais importante do que nunca estar ciente das ameaças online para evitar ser a próxima vítima. Aqui estão os esquemas fraudulentos online mais comuns a serem evitados em 2023.

Intro12
 
 

1. Fraude a partir de phishing

Image21

O phishing continua a ser um dos tipos mais comuns de tentativas de fraude, com os cibercriminosos a usar clickbait para atrair as vítimas a clicarem num download malicioso.

É assim que um golpe de phishing geralmente se desenrola:

O cibercriminoso envia-lhe um e-mail que parece ser de uma fonte legítima, como um banco, um site de rede social ou de uma loja online.
Desta forma, é enganado e levado a clicar num download malicioso ou num link fraudulento.
O cibercriminoso instala malware e/ou usa as suas credenciais para roubar os seus dados confidenciais.

Os sinais de alerta comuns de um e-mail de phishing a serem observados são os seguintes:

Erros ortográficos e gramática deficiente.
Texto com mensagens fantasiosas de ofertas e ganhos extraordinários.
Textos de email com ameaças de consequências financeiras ou judiciais.
Logótipos das entidades com imagem duvidosa.
Endereço de email de origens suspeitas.

 
 

2. Ransomware

Image29

Outro tipo comum de fraude online é o ransomware. Neste tipo de ataques, os cibercriminosos ameaçam publicar os dados pessoais da vítima ou bloquear permanentemente o acesso a estes, a menos que seja pago um resgate. Para evitar ransomware, faça backup dos seus dados e atualize regularmente o seu software de antivírus para o alertar sobre possíveis tentativas de ataque.

 
 

3. Scareware

Image53

Scareware é uma forma de malware que usa engenharia social para causar choque, ansiedade ou a perceção de uma ameaça de forma a manipular os utilizadores a comprar software indesejado. Este software é falso e usado para instalar malware que pode roubar informações confidenciais.

Os sinais de alerta de scareware a serem observados são:

O software notifica imediatamente que está a analisar o seu computador à procura de vírus.
O pop-up é difícil de fechar.
O pop-up quer que aja rapidamente.
Nunca ouviu falar da empresa de software.

Para evitar scareware, certifique-se de não clicar em notificações inesperadas de malware.

 
 

4. Fraudes de simulação de situações de emergência

Image18

Nestas fraudes, um cibercriminoso apresenta-se como um familiar em situação de emergência que precisa de dinheiro imediatamente para alguma situação urgente - deixar um país estrangeiro, pagar uma conta hospitalar, comprar um novo telemóvel. A pandemia do COVID-19 tornou ainda mais fácil vender mentiras convincentes: "Estou no hospital com COVID. Por favor, envie dinheiro imediatamente."

Para evitar este tipo de fraudes:

Resista ao impulso de agir imediatamente. Os cibercriminosos apelam ao sentimento e confiam que responda rapidamente - antes que tenha a possibilidade de pensar sobre as coisas.
Verifique a identidade do contacto. Faça perguntas sobre as quais um estranho não saberia responder. Confirme a história com outros membros da família ou amigos, mesmo se (ou especialmente se) o interlocutor disser para manter segredo.
Nunca envie dinheiro, vales-presente ou transferências de dinheiro.

 
 

5. Sites de compras online falsos

Image47

Os cibercriminosos também podem criar e publicar sites de compras online falsos que parecem genuínos ou replicam sites de marcas existentes.

Um sinal comum de um site de compras falso é se na loja aparecem ofertas excessivas, encontrando marcas populares e vendendo-as por preços extremamente baixos. Estes sites geralmente têm URLs semelhantes às marcas que tentam imitar, como "Amaz0n.net". Os cibercriminosos usam essas estratégias para induzir a compra de produtos falsificados e registar as informações bancárias no momento da compra para usar por conta própria.

Formjacking é outra técnica de fraude. Esta acontece quando um site de venda online legítimo é invadido e os compradores são redirecionados para uma página de pagamento fraudulenta, onde o cibercriminoso rouba as informações pessoais e de cartão de crédito. Para evitar este golpe, verifique se o URL na página de pagamento é o mesmo do site onde estava a comprar. Os cibercriminosos podem alterar o URL ligeiramente, talvez adicionando ou omitindo uma única letra. Verifique o URL antes de inserir os detalhes de pagamento.

Os sinais de aviso de sites de compras falsos incluem:

Um redirecionamento que leve a uma página com “http://” na URL.
Preços excessivamente baixos.
Não existirem informações sobre a proveniência do site, ausência de informações de contacto ou muito limitadas e reviews duvidosas.

 
 

Conclusão

É seguro presumir que, se alguém lhe solicitar informações bancárias ou pessoais, está a tentar enganá-lo. Assim sendo, nunca deve fornecer informações pessoais a ninguém na Internet que o contate diretamente. Se precisar fazer uma transação financeira online, certifique-se de fazê-lo num servidor seguro e através de um site confiável.

Se acredita que foi enganado, altere imediatamente todas as suas passwords e exclua qualquer software malicioso que possa ter feito download e contacte o seu banco caso haja possibilidade de fraude através do seu cartão de crédito. Entre em contato com as autoridades policiais locais para denunciar a fraude e obter ajuda com as próximas etapas.

 

SUBSCREVA A NOSSA NEWSLETTER


Consentimento Cookies X

A Integrity S.A. utiliza cookies para fins analíticos e de apresentação de informação mais personalizada, com base no perfil elaborado pelos seus hábitos de navegação. Se pretende informação mais pormenorizada, pode aceder à nossa Política de Cookies.